segunda-feira, 23 de novembro de 2009

TEMPO E ESCOLHAS


Nunca gostei do tic-tac dos relógios
Sempre me lembrando que o tempo passa!
Meu corpo envelhece e minha alma, a cada instante,
se torna mais jovem.
Me descubro, me invento, me transformo.
As opções à minha volta são infinitas!
Há tanto o que fazer! Viver!
Tudo trazendo consequências, resultados.
A cada atitude é como uma teia que se forma
O mais pequeno gesto tem tanto poder!
É preciso decidir prioridades, sempre.
Talvez essa seja a razão de meu afastamento
Longe das letras, longe da tela de um computador
É meu tempo de movimento, de presença em outros lugares
Hora de olhar nos olhos, de cuidar, ouvir.
Prestar atenção à cada detalhe.
Mudar o que quiser.
A emoção transborda
A Vida exige que eu escolha
O Tempo virtual não existe (penso que não...)
A Realidade me chama
Tenho que ir
Sueli

domingo, 8 de novembro de 2009

AMOR....SIMPLESMENTE AMOR

De onde brotam os sentimentos?
De um olhar? Um sorriso?
Da troca de algumas palavras num encontro casual?
Não falo do "amor a dois", somente.
Falo de todo tipo de Amor.
Tema complexo! Complicado e,
ao mesmo tempo, muito simples.
Acho que o Amor nasce do tempo.
Tempo dos olhares e sorrisos.
Tempo de tantas conversas, de risadas,
lágrimas também.
Amor que vai se percebendo aos poucos,
Nas atitudes, nas semelhanças e diferenças,
No respeito e na aceitação do outro como o outro é.
Mas criamos as horas conforme nossas escolhas
Já me deparei com tantos impacientes!
Pessoas que se deixam levar na correria da vida
Gente que se vê tão importante com tudo que tem e faz
Gente que não abre mão de suas conquistas
Que triste!
O amor esteve tão perto delas!

Sueli

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

FORA DE FOCO


Pessoas não são transparentes
Difícil é penetrar, mesmo através dos olhos,
No profundo de suas almas
Existem lugares secretos
Secretos até para o próprio ser que,
Fugindo de si mesmo,
Constroe um emaranhado de caminhos e,
quando percebe, se perdeu.
Onde teriam ficado seus sonhos? Sua alegria?
Houve um momento em que tudo se igualou
Os ponteiros do relógio apenas avançam
Rumo a dias que serão sempre iguais
Os olhos não miram mais outros olhos
Sentem medo do que encontrarão
Foi assim que te vi
Uma imagem sem foco
Um olhar sem esperança e sem brilho
Mas eu confesso
Foi a falta de fé o que trouxe ao meu coração
Sua maior tristeza.
Sueli

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

CAMINHOS

Finalmente, a liberdade!
Dois caminhos foram traçados
Posso vê-los daqui, do alto
São estradas sinuosas, imperfeitas
De vida transbordante, onde a vegetação ainda aparece aqui, acolá
(Que palavra mais estranha! - acolá - poderia mesmo ser o nome de um fruto suculento, de cor vermelha, casca lisa, doce.
Não! Isso já existe e se chama ameixa)

Por mais que eu deseje, não estou voando....
Vejo tudo com o poder da imaginação
Flores nasceram onde os caminhos se cruzaram
Talvez tivessem brotado por razão de um sentimento que lá existiu
Num canto, sob uma árvore imensa, um banco abandonado
Símbolo das horas que se foram
Noites, madrugadas.
Longas conversas silenciosas.
Desejos.

Impossível retroceder.
Tudo vive agora na memória.
A partir daquele ponto,
somos linhas paralelas.
E tudo é como deve ser.


Sueli

TUDO PASSA

Certo dia um sacerdote percebeu a seguinte frase em um pergaminho pendurado aos pés da cama de seu mestre:
"isso também passa".
Com a curiosidade de cada ser humano resolveu perguntar:
"Mestre, o que significa essa frase?"
E o mestre sem titubear lhe responde: A vida nos prega muitas peças, que podem ser boas ou não.
Mas tudo significa aprendizado.
Recebi esta mensagem de um anjo protetor num desses momentos de dor onde quase perdi a fé. Ela é para que todos os dias antes de me levantar e de me deitar possa ler e refletir, para que quando tiver um problema, antes de me lamentar eu possa me lembrar que "isso também passa", E para quando estiver exaltado de alegria, que tenha moderação e possa encontrar o equilíbrio, pois "isso também passa",
Tudo na vida é passageiro assim como a própria vida, tanto as tristezas como também as alegrias.

Praticar a paciência e perseverar no bem e nas boas ações, ter simplicidade, fé e pensamentos positivos, mesmo perante as mais difíceis situações, é saber viver e fazer da nossa vida um constante aprendizado.
É ter a consciência de que todas as pessoas erram, de que o ser humano ainda é um ser imperfeito em busca da perfeição e por isso até saber que, se muitas vezes nos decepcionamos com pessoas, é porque esperamos mais do que elas estão preparadas para dar, dentro de seu contexto e grau de compreensão.
Deste modo, meu amigo, toda vez que olho para essa frase, meu coração se aquieta e a paz me invade, pois sei que
"isso também passa".

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

TARDE DE SOL

Um dia.
Um outro depois.
E vários que se seguem.
Sol, calor. Ou chuva. Frio.
Prá tudo há uma razão de ser.
Todas as sensações provocam sentimentos.
Toda emoção, provavelmente, tem uma cor.
É Primavera!
Não há espaço para mágoas, tristezas, revolta.
A natureza impõe um comportamento doce, amoroso.
É tempo de inspirar profundamente,
mesmo na cidade tumultuada,
mesmo longe da beleza do mar.
Quero respirar os azuis, os rosas,
Quero toda a paixão dos vermelhos.
A energia e o vigor dos verdes.
Quero todos os tons!
Tom-cor, tom-som
Música!
Quero explodir o melhor de mim,
em raios transparentes e mágicos.
Sons borbulhantes, úmidos.
Refrescantes.
Como picolé de limão!

Sueli

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

ALWAYS IN MY HEART, TOO.

Nas minhas sombras, ainda te vejo.
Sinto que me acompanhas em silêncio.
Me sinto presa e sem vontade de me libertar.
Vou ficando.

Que elos são esses?
Os dias se vão no abandono de um querer.
O supérfluo e as aparências derrotaram a Verdade.
Mas, em alma e energia, ainda estamos juntos.

Erros e mágoas levaram ao silêncio.
Absoluto. Cruel. Insensato.
Temos muito que aprender.
Do amor, não sabemos nada!

Não quero me chamar Saudade!
Meu nome é Perdão.

Mais uma vez,
Quero estar de mãos dadas com um anjo,
Um anjo que me leva no coração,
para sempre.

para ti


Sueli

domingo, 13 de setembro de 2009

MERGULHO

Planejo hoje meus passos com cuidado.
Pretendo não mais me distrair com as luzes ofuscantes.
Ilusões.
Mentiras disfarçadas em verdades.
Caminhei muito.
E a estrada ainda é imensa.
Será que fui sincera todo o tempo?
Com os outros, provavelmente sim.
Olhando dentro da alma, não, não fui.
Cansei das atitudes pensadas.
Minimizadas, escondidas, construídas.
Mergulhei num lago profundo e lá me vi:
Sufocando, agonizando, entrelaçada e
Se debatendo em laços inúteis.
Fui ao socorro de mim mesma.
Liberdade, enfim.
Seus olhos, que são os meus,
Me fitam com gratidão e alegria.
Juntas, subimos à superfície e retomamos caminhos esquecidos.
Não sei em que momento sua imagem escapou de meus olhos,
Mas sinto sua presença como antes nunca senti.
Afinal, somos apenas uma,
Mentiras e Verdades de uma simples mulher.

Sueli

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

GENTE, GENTE...TUDO PASSARIM !

Saudade não tem fim...
É algo assim, assim.
Bate forte no peito;
Ressoa forte na alma.

Ah, o coração da gente é passarim.
Ele sente, e ninguém explica.
Quer voar pelas estrelas...
Mas, primeiro, precisa aprender a amar.

Sim, tudo vai bem, como Deus quer...
Tudo passa, e o tempo leva...
Mas o vento da vida venta, lá e cá.
E tudo muda na dança do viver.

A vida é uma onda no oceano do infinito...
O amor viaja pelas estrelas.
Mas ele gosta mesmo é do coração da gente.
Que é passarim do infinito...

No fundo do peito, ele bate asas.
Quer voar pelas estrelas...
Às vezes, o coração da gente parece gaiola.
Ah, passarim, passarim...
Que saudade!

Quando o Papai do Céu chama, a gente vai...
Voando igual passarim etéreo.
Para morar no Coração d’Ele, na Luz.
E o Amor nos abraça...

Ah, o passarim conhece muitas canções.
Pois a inspiração venta, lá e cá...
E o coração da gente se encanta.
E o Papai do Céu ri dentro de nós.

A vida é a mesma onda, lá e cá...
É sempre infinita, sempre passando.
E o coração da gente viajando...
Como Deus quer.

Saudade não tem fim...
Porque o passarim é eterno.
É algo assim, assim.
E nunca foi do corpo, mas da alma.

Ah, passarim, quantas coisas para aprender...
No infinito da vida.
Tudo passa, tudo muda.
E algumas canções voam, lá e cá...

Lá e cá, planos da vida infinita...
E dentro do coração da gente,
Há um passarim querendo voar.
Mas, primeiro, precisa aprender a amar.

P.S.:
Ninguém morre.
É só o passarim que decola,
Para voar além...
No Coração do Eterno.
Saudade não tem fim...
Nem o passarim.
É algo assim, assim.
Igual ao Amor que se sente,
E ninguém explica.
Igual à vida,
que também não se explica,
Só se sente.

(Dedicado ao Papai do Céu, que ri dentro do coração da gente.)

Mais um beijo para os leitores.
(Voem, voem, voem... Com amor...) -
Companhia do Amor** –A Turma dos Poetas em Flor.
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – São Paulo, 27 de agosto de 2009.)

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

A VIAGEM

O dia era de céu azul. Nenhuma nuvem no céu.
O sol aquecia todas as horas da manhã.
Escolhestes um dia perfeito, coroado por uma noite igualmente perfeita.
O céu, a lua, as estrelas, enviavam mensagens de paz.
Do meu lado, invisiveis seres emanavam suaves energias.
Abraços de luz.
Certeza de que tudo por aqui é só uma brincadeira.
O tempo, que se vai, é só ilusão.
Porque tudo é eterno.
O Amor...ahhhh....o amor.....
Esse reina em todos os reinos!
Tão intenso que se pode apalpar, cheirar, tocar.
Indestrutível e brilhante.
A saudade, essa tomou minhas mãos e
Quando vou dormir,
Ainda me faz ouvir:
Boa noite, que Deus te abençõe!

Sueli

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

CARPE DIEM

Os fatos se sucedem e vão perdendo a nitidez no pensamento e no coração.
No relógio, podemos colocar os ponteiros onde bem quisermos mas o tempo - que dizem só mesmo existir para nós, humanos - esse não para, toma seu lugar à frente, de segundo a segundo.
Por isso, lá se vão séculos e séculos!
Há uma cena em "E O Vento Levou" onde moças,
despidas de seus vestidos de festa,
dormem despreocupadas, num grande quarto, em Twelve Oaks e, intencionalmente, a câmera focaliza uma placa onde se lê algo, mais ou menos assim:
"Aproveite o tempo: é ele a matéria da vida"
Ainda vou rever o filme e registrar a frase correta.
Deveríamos ter aprendido com Scarllet O'Hara!
Ela não estava dormindo. Nem dormiu.
Com seu vestido mais bonito, retocou "a maquiagem" e foi viver a Vida.
Deveríamos ser os heróis e as heroinas do nosso próprio tempo.
Com lucidez, com entusiasmo, com alegria.
Se entreguem por inteiro a cada minuto vivido.
Não podemos mais permitir que o Tempo nos domine e nos conduza.
Ele só nos levará,
Se não soubermos para onde ir!
Sueli

terça-feira, 11 de agosto de 2009

CHUVA DE LETRAS

As gotas de chuva lá fora preenchem espaços como partículas de idéias que se derramam criando infinitas combinações.
Um quebra cabeça onde as peças se emaranham, se escondem. se tornam inacessíveis, escorregam nos rios do pensamento, velozes.
As letras, simbolos imperfeitos para as emoções, começam a se juntar contra a minha vontade.
Brincam entre si, rindo da minha incapacidade de percepção das coisas.
Tudo é tão cheio de magia. Tudo tem se tornado tão sublime e divino.
Palavras-gotas, molhando minhas mãos e eu sem conseguir entender.
Letras que se misturam. Palavras surgindo de uma dimensão desconhecida.
De repente percebo que sou eu quem lhes dará forma e significado.
Como na vida, depende de mim escolher: riso ou dor, verdades, mentiras.
Posso ficar na superfície das águas ou ir para as profundezas escuras e tristes.
Na imaginação poderei voar e inventar o que bem quiser.
Pela janela, vejo que a chuva parou. Sua missão foi cumprida!
O papel em branco à minha frente não mais me assusta.
Agora compreendo tudo.
Tenho em mim todas as palavras

Sueli

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

RESPOSTAS

Não sei porque
Me sentei aqui e me propus a escrever
Sobre o que?
Respostas!
Do nada essa palavra surgiu
Me pedindo explicações
Sugerindo idéias
Acima de tudo, mostrando que
ainda devem existir dúvidas
Dentro de mim
Fora de mim

.
Vivemos tão aleatoriamente
Fazemos tudo de jeito automático
Correndo do tempo
Deixando de perceber
A importância da vida
Nosso espírito curioso se aquieta
No corre corre das horas
Mas o sobreviver não é tudo
Nossa alma quer RESPOSTAS!
Respostas para ser feliz

.
Onde estão as perguntas?
Afinal de contas, pra se ter as respostas,
é preciso formular as questões.
Se o objetivo é ser feliz
Há coisas que precisam ser descobertas:
Só o auto conhecimento te conduz à felicidade
Seja curioso sobre você mesmo(a)
Quem é você? O que deseja?
Quais são seus objetivos, suas qualidades, seus medos...
Quanto mais respostas,
mais perto você estará da Felicidade

Sueli


quinta-feira, 6 de agosto de 2009

PALAVRAS, SENTIMENTOS, ATITUDES

Já faz algum tempo que as palavras fugiram de mim.
Ou teria sido eu quem as abandonou?
Palavras, sentimentos, atitudes, tudo se relaciona.
Primeiro, surge o sentimento.
Chegando assim, como quem não quer nada.
Batendo à sua porta, atraído por algum pequeno detalhe da vida.
Um sorriso, uma conquista, uma decepção e lá está ele!
Entra tomando conta de todo o seu ser - se você permitir!
Ahhhh....como evitar?
Como ter o equilibrio perfeito e ter domínio sobre as situações?
Do sentimento, a atitude se forma,
Meio lenta, às vezes, meio sem rumo, meio às escuras.
Atitudes que podem se transformar em erros imperdoáveis!
(Eu sei e posso garantir que o Perdão nem sempre existe)
Por último, mas não menos importante, as palavras se manifestam.
Donas de sí, mesmo nas mentiras, nos absurdos.
Afinal, são palavras...e só!
Só?
Acabo de me lembrar que foi do "verbo" que tudo se fez!
Preciso, então, admitir meu erro.
Palavras sempre estão na origem das coisas.
Dos sentimentos. Das atitudes. Da própria vida

Sueli

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

DO CONHECIMENTO DE SI

Então, um homem disse-lhe:

Fala-nos do conhecimento de si.

E ele respondeu:
Os vossos corações conhecem, no silêncio,
os segredos dos dias e das noites.
Mas os vossos ouvidos têm sede de ouvir
finalmente o eco do saber dos vossos corações.

Gostaríeis de saber pelo verbo o que
sempre soubeste pelo pensamento.
Gostaríeis de sentir com os dedos
o corpo nu dos vossos sonhos.
E está certo que assim o queirais.

A fonte oculta da vossa alma
deve necessariamente jorrar
e correr a murmurar para o mar;
e o tesouro das vossas profundezas infinitas
revelar-se aos vossos olhos.
Mas que não haja balança
que pese o vosso tesouro desconhecido;
e não procureis explorar os abismos do vosso saber
com a vara ou com a sonda, pois

o eu é um mar sem limites e sem medida.

Não digais: "Encontrei a verdade",mas antes:
"Encontrei uma verdade."
Não digais: "Encontrei o caminho da alma." Mas antes:
"Cruzei-me com a alma que seguia pelo meu caminho."
Pois a alma percorre todos os caminhos.

A alma não caminha sobre uma linha
nem se alonga como uma vara.
A alma abre-se a si própria
como se abre um lótus de inúmeras pétalas.

Khalil Gibran
in O Profefa (trecho)

terça-feira, 28 de julho de 2009

LUZ - O QUE PERMANECE...

O caminho espiritual nunca foi fácil.
A maioria dos estudantes recua no meio da jornada.
Mergulhar no mais profundo do coração é tarefa árdua.
Ser um cirurgião de si mesmo dói!
Cortar os outros é mais fácil.
Lidar com emoções desencontradas levanta muita poeira do ego.
É mais fácil anestesiar-se consciencialmente, e deixar-se levar...
Muitos fazem isso, mas estão apenas adiando o encontro consigo mesmos.
Outros até se voltam contra os estudos espirituais, traindo a si mesmos.
Sim, traem a si mesmos, pois a Luz não pode ser traída...

E Ela sempre espera!
Quem trai a própria jornada espiritual, na verdade, está fazendo mal é a si mesmo.
Os valores espirituais permanecem; são do Eterno e não estão sujeitos a caprichos.
As pessoas vão e voltam, ao sabor de suas flutuações mentais e emocionais.
Mas o que é da Luz permanece.
É perene.
Não é doutrina.
É estado de consciência.
Poucos compreendem isso.

A maioria reclama e grita demais.
E também trai muito...
Se o semelhante atrai o semelhante, o que acontece com quem trai a si mesmo?
Quem é da Luz, busca a Luz!
É sintonia espiritual.
E isso não está sujeito a variação.
O mundo pode ficar contra, mas o coração que segue a Luz não se deixa levar...
Muitas teorias materialistas podem abalar os fracos de espírito; mas só a eles.
Quem é da Luz não tira sua força das coisas do mundo;
e nem de pessoa alguma.

A Luz sustenta quem é firme na jornada.
E seus valores são imperecíveis.
E quem está forte na área, não dá mole mesmo!
Nem escuta a arrogância chamando.
Muito menos submete sua espiritualidade a qualquer flutuação ou novidade material.
Enquanto o mundo gira sob a ação do Carma, o estudante sério liga-se à Luz e ora.
Ele sabe onde está sua força para vencer suas provas da jornada.
Ele sabe luzir!
E ninguém, fora dele mesmo, sabe o que se passa em seu coração.
Só a Luz sabe...
E Ela cuida dos seus.
Sem Ela, a jornada fica escura.
E a trilha é dentro do coração.
Ah, como dizem os iniciados,
quem quer mais Luz, que seja Luz!

P.S.: Muitos são os caminhos, mas a Luz não deixa dúvidas: sempre faz o coração despertar para a profundidade do Amor Real, além das aparências ilusórias e temporárias do mundo. E Espiritualidade não é doutrina ou um lugar aonde ir, é consciência.Quem sente, sabe. Quem ama, em espírito e verdade, compreende. E isso não depende de contexto de fora algum; é dentro do Ser. E algo do mundo poderá explicar isso? Não, não! O que é da Luz, Ela cuida. E quem está firme, sabe.Provas, traições, incompreensões, dificuldades de percepção real, e tantas outras coisas podem acontecer na jornada...

Mas quem é da Luz permanece com Ela, sempre.
Wagner Borges
http://www.ippb.org.br

quinta-feira, 23 de julho de 2009

MILAGRES

Sinto o bater do meu coração
....tum-tum...tum-tum....tum-tum....
Me dou conta do quanto isso é extraordinário!
Aí, numa curiosidade do momento,
Fui procurar o sentido de "extraordinário" no dicionário,
só prá realçar o sentido da emoção que isso me causou.
Entre outros significados encontrei:
Que não é conforme ao costume geral ou ordinário
Me deparo com essas palavras e me desaponto
Afinal, o que é mais ordinário do que o simples fato de respirar?
Todos nós não fazemos isso, em todos os segundos?

Minha rebeldia me domina
Não...isso não está certo! Não está!
Pela primeira vez, posso afirmar que
o "Aurélio" não sabe de nada!

Em outros mundos, em outros planos,
creio que nem mesmo teremos pulmões!
Mas aqui, nesse nosso lindo planeta azul
É o ar que nos permite viver
Paro e respiro profundamente algumas vezes
Fecho os olhos e agradeço esse milagre
Tão vulgar, tão comum...tão "ordinário"
Ainda com os olhos fechados, pareço ouvir uma voz
"Quantos e quantos milagres se realizam todos os dias assim?
Invisíveis, desapercebidos? Fatos comuns mas que, se não estivessem alí,
ao alcance das mãos, no cotidiano das horas, sua vida seria totalmente diferente do que é - isso, se houvesse ainda vida!"
Esteja atento. Observe.
E agradeça a cada pequeno (?!) milagre da Vida.

Sueli

quarta-feira, 22 de julho de 2009

PEDALE !

Eu via Deus como um observador, um juiz que não perdia de vista as coisas erradas que eu fazia. Mas, quando me aproximei mais Dele e passei a conhecê-Lo melhor, pareceu que a vida era como um passeio de bicicleta para duas pessoas e percebi que Deus estava no banco de trás, me ajudando a pedalar.
Não me lembro quando Ele sugeriu-me que trocássemos de lugar e a vida não foi mais a mesma...
Com o Seu poder, a vida tinha se tornado muito mais excitante!!!
Quando era eu no controle era tudo previsível.
Mas quando Deus assumiu a liderança (Ele conhecia atalhos maravilhosos), passei a subir montanhas e atravessar terrenos pedregosos em velocidade vertiginosa!
Embora tudo aquilo parecesse loucura, Ele ficava dizendo: "Pedale, pedale!!!"
Eu ficava preocupada, ansiosa e perguntava: "Para onde o Senhor está me levando?"
E Deus apenas ria e não me dava uma resposta.
Eu me vi confiando Nele.
Quando dizia que estava assustada, Ele se virava para trás e tocava minha mão.
Deus levou-me até pessoas com dons de que eu precisava como os da aceitação e da alegria. Essas pessoas me ajudaram a prosseguir na minha jornada.
"Ele" me disse então: "Desfaça-se da bagagem extra, pesa demais!"
Então, eu comecei a fazer doações e descobri que, quanto mais eu dava, mais eu recebia!
O meu fardo ficava mais leve!
Confesso que, a princípio, eu não confiei muito em Deus.
Mas, o Senhor conhecia os segredos da bicicleta, sabia como incliná-la para fazer curvas fechadas, pular para evitar buracos, aumentar a velocidade para encurtar os caminhos difíceis. Também estou aprendendo a me calar e pedalar nos lugares mais complicados.
E quando estou certa de que não posso mais seguir em frente,
Ele apenas sorri e diz:
"Pedale!"
Texto: internet
foto: Samuel Caldeira

É A SUA VEZ !


"Saia e faça pelos outros o que alguém fez por você."
(Randy Pousch from The Last Lecture)

Alguém te inspirou recentemente?
Então é a sua vez de sair e inspirar mais alguém.
Alguém fez você se sentir amado e estimado?
Então é sua vez de sair e fazer com que mais alguém se sinta amado e estimado.
Alguém convenceu você de que a melhor maneira de se olhar é para cima?
Então é a sua vez de sair e convencer mais alguém a olhar para cima.
Alguém abençoou você?
Então é a sua vez de sair e abençoar mais alguém.
Entenda, a Vida, realmente funciona quando não guardamos as coisas que nos foram dadas,
mas ao invés disso, quando as dividimos com todos que conhecemos.
Possa você sempre ter vontade de transmitir o bem que você recebeu para mais alguém.
E possa você sempre estar consciente de que você é
amado sem medida e é uma benção querida para mim.
.:Kate Nowak - Better to Bless:.

terça-feira, 14 de julho de 2009

AFINIDADE

Afinidade é um dos poucos sentimentos que resistem ao tempo e ao depois.
A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil, delicado e penetrante dos sentimentos.
É o mais independente também.
Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos, as distâncias, as impossibilidades.
Quando há afinidade, qualquer reencontro retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto no exato ponto em que foi interrompido.
Ter afinidade é muito raro.
Mas quando existe não precisa de códigos verbais para se manifestar.
Existia antes do conhecimento, irradia durante e permanece depois que as pessoas deixaram de estar juntas.
Afinidade é ficar longe pensando parecido a respeito dos mesmos fatos que impressionam, comovem ou mobilizam.
É ficar conversando sem trocar palavras.

É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento.
Não é sentir a favor... nem sentir contra...
Nem sentir para... Nem sentir por....
Nem sentir pelo.
Afinidade é sentir com.
Sentir com é não ter necessidade de explicar o que está sentindo.
É olhar e perceber.
É mais calar do que falar, ou, quando falar, jamais explicar: apenas afirmar.
Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças.
É conversar no silêncio, tanto nas possibilidades exercidas quanto das impossibilidades vividas. Afinidade é retomar a relação no ponto em que parou, sem lamentar o tempo de separação. Porque tempo e separação nunca existiram.
Foram apenas oportunidades dadas (tiradas) pela vida.

A ALMA DOS DIFERENTES

Ah, o diferente, esse ser especial!
Diferente não é quem pretenda ser.
Esse é um imitador do que ainda não foi imitado, nunca um ser diferente.
Diferente é quem foi dotado de alguns mais e de alguns menos em hora, momento e lugar errados para os outros.
Que riem de inveja de não serem assim.
E de medo de não agüentar, caso um dia venham, a ser.
O diferente é um ser sempre mais próximo da perfeição.
O diferente nunca é um chato.
Mas é sempre confundido por pessoas menos sensíveis e avisadas.
Supondo encontrar um chato onde está um diferente, talentos são rechaçados; vitórias, adiadas; esperanças, mortas.
Um diferente medroso, este sim, acaba transformando-se num chato.
Chato é um diferente que não vingou.
Os diferentes muito inteligentes percebem porque os outros não os entendem.
Os diferentes raivosos acabam tendo razão sozinhos, contra o mundo inteiro.
Diferente que se preza entende o porque de quem o agride.
Se o diferente se mediocrizar, mergulhará no complexo de inferioridade.
O diferente paga sempre o preço de estar - mesmo sem querer - alterando algo, ameaçando rebanhos, carneiros e pastores.
O diferente suporta e digere a ira do irremediavelmente igual: a inveja do comum; o ódio do mediano.
O verdadeiro diferente sabe que nunca tem razão, mas que está sempre certo.
O diferente começa a sofrer cedo, já no primário, onde os demais de mãos dadas, e até mesmo alguns adultos por omissão, se unem para transformar o que é peculiaridade e potencial em aleijão e caricatura.
O que é percepção aguçada em: "Puxa, fulano, como você é complicado".
O que é o embrião de um estilo próprio em : "Você não está vendo como todo mundo faz? "
O diferente carrega desde cedo apelidos e marcações os quais acaba incorporando.
Só os diferentes mais fortes do que o mundo se transformaram ( e se transformam) nos seus grandes modificadores.
Diferente é o que vê mais longe do que o consenso.
O que sente antes mesmo dos demais começarem a perceber.
Diferente é o que se emociona enquanto todos em torno agridem e gargalham.
É o que engorda mais um pouco; chora onde outros xingam; estuda onde outros burram.
Quer onde outros cansam.
Espera de onde já não vem.
Sonha entre realistas.
Concretiza entre sonhadores.
Fala de leite em reunião de bêbados.
Cria onde o hábito rotiniza.
Sofre onde os outros ganham.
Diferente é o que fica doendo onde a alegria impera.
Aceita empregos que ninguém supõe.
Perde horas em coisas que só ele sabe importantes.
Engorda onde não deve.
Diz sempre na hora de calar.
Cala nas horas erradas.
Não desiste de lutar pela harmonia.
Fala de amor no meio da guerra.
Deixa o adversário fazer o gol, porque gosta mais de jogar do que de ganhar.
Ele aprendeu a superar riso, deboche, escárnio e consciência dolorosa de que a média é má porque é igual.
Os diferentes aí estão: enfermos, paralíticos, machucados, engordados, magros demais, inteligentes em excesso, bons demais para aquele cargo, excepcionais, narigudos, barrigudos, joelhudos, de pé grande, de roupas erradas, cheios de espinhas, de mumunha, de malícia ou de baba.
Aí estão, doendo e doendo, mas procurando ser, conseguindo ser, sendo muito mais.
A alma dos diferentes é feita de uma luz além.
Sua estrela tem moradas deslumbrantes que eles guardam para os pouco capazes de os sentir entender.
Nessas moradas estão tesouros da ternura humana.
De que só os diferentes são capazes.
Não mexa com o amor de um diferente.
A menos que você seja suficientemente forte para suporta-lo depois.
.:Artur da Távola:.

domingo, 12 de julho de 2009

LIÇÕES DE VIDA

Se a desilusão atingir sua alma,
devastando seus sonhos e ofuscando novas possibilidades,
pense na infinidade de caminhos que podem se abrir para você
em apenas um dia, uma hora, um minuto...
Se a frustração acariciar friamente sua face,
fazendo você cair diante dos obstáculos,
olhe para trás e veja o quanto você já caminhou
e o quanto cresceu colhendo em cada trilha
amigos sinceros, amores, experiências inesquecíveis...
Se as palavras de insulto e humilhação agredirem a sua integridade,
lembre-se de que elas são frutos putrefatos da maldade e da inveja,
Vire-se e continue a caminhar sem dar ouvidos aos fracos de alma que as pronunciam:
um dia eles entenderão porque são completamente sós...
Se a preocupação com os encargos do dia-a-dia
tomar sua mente e enfraquecer o seu corpo,
despertando o nervosismo e o estresse,
olhe o horizonte e tente descobrir as saídas para os problemas
ao invés de lamentar e achar que eles são piores do que realmente são...
Se o vazio e a insegurança invadirem o seu peito,
abra os braços, feche os olhos e repita para si mesmo:
"eu posso voar..."
Você é capaz de tudo desde que acredite em si mesmo.
Saiba enxergar a felicidade nas pequenas coisas da vida,
numa conversa com os amigos, na brincadeira com o cachorro,
numa paquera em barzinho ou no jogo de damas com seu avô...
Rotina é uma palavra que não existe,
pois cada dia traz consigo pequenas surpresas
e cada pequeno gesto guarda uma imensa felicidade...
E depois de tudo isso,
olhe para si mesmo e veja o quanto você é especial!
Imagine o quanto pode fazer pelo mundo e pelas pessoas,
Valorize as suas qualidades e tente corrigir seus defeitos (o que é realmente difícil)
e saiba o quanto é privilegiado por poder caminhar,
cair e aprender com os erros,
por ser capaz de escrever uma história única,
como nenhuma outra...
Pense nisso!
Ouse sonhar, pois os sonhadores vêem o amanhã.
Ouse fazer um desejo,
pois desejar abre caminhos para a esperança
e ela é o que nos mantém vivos.
Ouse buscar as coisas que ninguém mais pode ver.
Acredite na magia,
pois a vida é cheia dela mas, acima de tudo,
acredite em si mesmo...
porque dentro de você
reside toda a magia da esperança,
do amor
e dos sonhos de amanhã.
(...um texto encontrado na net)

sexta-feira, 10 de julho de 2009

MEDIUNIDADE: A MELHOR TÉCNICA É O AMOR

O Amor é a energia que mantém o universo e tudo o que nele existe.
Sem o amor do Criador, nada existiria, nada se sustentaria, não haveria transformação.
Sem o amor incondicional de Deus por nós, nada seríamos e nada poderíamos realizar.
É na força do Amor, o Amor-Deus, o Amor que É, o Amor que existe sem ter sido criado, que todos nos movemos, que todos existimos, vivemos, pensamos e sentimos.
Tudo que experimentamos é o Amor Maior agindo em nós, por nós e para nós.
Somente pelo amor podemos realizar com Deus, podemos agir no mundo de Deus, em sua criação.
O médium é também obra e, ao mesmo tempo, ferramenta de Deus, pois é através dele que Deus se revela um pouco mais à consciência humana, tão presa à ilusão que a cerca neste mundo material.
No médium, tem Deus mais um caminho para o coração humano.
E pelo médium, podemos todos entender um pouco melhor o Deus que vive em nós, mas não enxergamos, o Deus que nos ama tanto que nos deu também a mediunidade para que pudéssemos nos aprofundar em seus mistérios.
Todo médium deve ter consciência de que é também um pouco médium de Deus, da Vida, do Amor que É e tudo permeia.
Todo médium precisa saber-se efeito de Deus, da vontade divina, da sabedoria infinita, para compreender que sua missão na mediunidade nada mais é do que expressar esse Amor que a todos envolve, nutre, sustenta e transforma, sendo imutável e constante em si mesmo.
Para ser fiel à sua missão, portanto, deve o médium viver mergulhado em amor.
Amor por Deus, pela criação, pelas criaturas e por si mesmo.
Amor que se revela em respeito, em virtude, em fraternidade.
Amor que se apóia também em estudo, em conhecimento, em razão.
Amor que se equilibra, serenamente, entre o êxtase da fé e a concepção do intelecto.
Sem este Amor, a mediunidade torna-se estéril e fria, pois nada inspira à vida a não ser arrogância e desencanto.
Sem este amor que alimenta a razão e nela se apóia, o médium nada percebe de si mesmo e de sua tarefa.
Nada sabe dos propósitos de sua missão e nada intui da verdadeira Vida, a Vida que representa.
E sem conhecimento, a mediunidade torna-se cega, irresponsável e fanática, e nada acrescenta à humanidade a não ser medo, ignorância e superstição.
Sem o conhecimento que ilumina o coração, o médium pouco compreende de si e de Deus, pois age às cegas, sem poder entender os fenômenos que o alcançam e não pode controlar.
Cabe ao médium, portanto, ser instrumento preciso e fiel do amor de Deus pelos homens, estudando sempre, aprendendo cada vez mais, para se fazer mais e mais amoroso em sua mediunidade.
Cabe ao médium sintetizar, em si mesmo, amor e conhecimento, levando não somente técnica ao seu trabalho, mas também sabedoria, equilíbrio, discernimento, serenidade, para que, no exercício de sua mediunidade, reflita-se somente a melhor técnica, a essência de tudo: o Amor.
autoria: Maísa Intelisano

quarta-feira, 8 de julho de 2009

O MONSTRO DA INDIFERENÇA

Se eu morrer, morre comigo um certo modo de ver, disse o poeta.
Um poeta é só isso: um certo modo de ver.
O diabo é que, de tanto ver, a gente banaliza o olhar... vê, não vendo.
Experimente ver pela primeira vez o que você vê todo dia sem ver.
Parece fácil, mas não é.
O que nos é familiar, já não desperta curiosidade.
O campo visual da nossa rotina é como um vazio.
Você sai todo dia, por exemplo, pela mesma porta.
Se alguém lhe perguntar o que é que você vê no seu caminho, você não sabe.
De tanto ver, você não vê.
Sei de um profissional que passou 32 anos a fio pelo mesmo porteiro.
Dava-lhe bom-dia e, às vezes, lhe passava um recado ou uma correspondência.
Um dia, o porteiro cometeu a descortesia de falecer.
Como era ele? Sua cara, sua voz, como se vestia? Não fazia a mínima idéia.
Em 32 anos, nunca o viu.
Para ser notado, o porteiro teve que morrer.
Se um dia, no seu lugar estivesse uma girafa cumprindo o rito, pode ser que ninguém desse por sua ausência.
O hábito suja os olhos e lhes baixa a voltagem.
Mas, há sempre o que ver: gente, coisas, bichos.
E vemos? Não, não vemos.
Uma criança vê o que um adulto não vê., pois tem olhos atentos e limpos para o espetáculo do mundo.
O poeta é capaz de ver pela primeira vez o que, de tão visto, ninguém vê.
Há pai que nunca viu o próprio filho, marido que nunca viu a própria mulher.
Isso exige muito.
Nossos olhos se gastam no dia-a-dia.
É por aí que se instala no coração o monstro da indiferença.

Autor: Otto Lara Resende

MENSAGEM PARA UM ANJO

Porque ainda sinto sua presença?
Nossos caminhos foram rasgados pelas pedras da incompreensão
Toda a fragilidade sucumbiu ao peso de uma leve brisa
Construímos diferentes sonhos em diferentes noites.
Formamos na mente e no coração aquilo que queríamos encontrar.
Não, você não se lembrou de mim, nem eu de você.
Aquele que me inspirava, que dava forma aos meus poemas e delírios não era um anjo, não era outro a não ser aquele que ainda encontrarei.
Foi um erro meu, eu sei.
Engano maior foi pensar que suas palavras se dirigiam a mim.
Foram para muitos e muitas.
Vindas de outras dimensões, descreviam nossos sentimentos já vividos,
Mas aquilo que seria só nosso foi lançado para o ar, para quem quisesse beber da água da paixão.
Se transformou em literatura inútil.
Talvez ainda esteja comigo, em segredo, observando meus atos, sentindo à distância minha alma e energia.
Mas te liberto e me protejo dessa invasão indesejada.
Não encontro mais sentido em suas palavras. Tudo ficou escuro, triste, cinzento.
Tento alcançar novamente a inspiração que a tristeza e a mágoa me fizeram abandonar.
A partir de agora, escrevo para aquele que você não quis ser.
O alvo de meus pensamentos e da minha emoção nunca foi um anjo.
Nem mesmo um anjo caído entre os homens.

Sueli

terça-feira, 7 de julho de 2009

LENDA JAPONESA

Era uma vez um grande samurai que vivia perto de Tóquio.
Mesmo idoso, se dedicava a ensinar a arte zen aos jovens.
Apesar de sua idade, corria a lenda de que ainda era capaz de derrotar qualquer adversário. Certa tarde, um guerreiro conhecido por sua total falta de escrúpulos apareceu por ali.
Queria derrotar o samurai e aumentar sua fama.
O velho aceitou o desafio e o jovem começou a insultá-lo.
Chutou algumas pedras em sua direção, cuspiu em seu rosto, gritou insultos, ofendeu seus ancestrais.
Durante horas fez tudo para provocá-lo, mas o velho permaneceu impassível.
No final do dia, sentindo-se já exausto e humilhado, o guerreiro retirou-se.
E os alunos, surpresos, perguntaram ao mestre como ele pudera suportar tanta indignidade.
- Se alguém chega até você com um presente, e você não o aceita, a quem pertence o presente? - A quem tentou entregá-lo, respondeu um dos discípulos.
- O mesmo vale para a inveja, a raiva e os insultos. Quando não são aceitos, continuam pertencendo a quem o carregava consigo.
A sua paz interior depende exclusivamente de você.
As pessoas não podem lhe tirar a calma.
Só se você permitir...

terça-feira, 30 de junho de 2009

ENTRE TIGRES E MORANGOS

Certa vez, disse o Buddha uma parábola:
Um homem viajando em um campo encontrou um tigre.

Ele correu, o tigre em seu encalço.
Aproximando-se de um precipício, tomou as raízes expostas de uma vinha selvagem em suas mãos e pendurou-se precipitadamente abaixo, na beira do abismo.
O tigre o farejava acima.
Tremendo, o homem olhou para baixo e viu, no fundo do precipício, outro tigre a esperá-lo. Apenas a vinha o sustinha.
Mas ao olhar para a planta, viu dois ratos, um negro e outro branco, roendo aos poucos sua raiz. Neste momento seus olhos perceberam um belo morango vicejando perto.

Segurando a vinha com uma mão, ele pegou o morango com a outra e o comeu.
"Que delícia!", ele disse.


... prá pensar!

segunda-feira, 29 de junho de 2009

OLHOS QUE NÃO SABEM VER...

A forma é a linguagem que escolhi.
Abstrata. Indiferente. Muda.
Meus olhos estão treinados nas dimensões
Que se apresentam em cores, luzes e sombras
Volumes e espaços, cheios, vazios
Agora algo se rebela, se forma, se exterioriza
Saindo de mim em símbolos que se juntam
Para expressar a arquitetura da alma
Jorrando sentimentos, emoções
Se libertando, ganhando vida própria
Formando frases para traduzir aquilo que não pode ser visto
O som e a boca venceram os olhos e o coração
É preciso clareza porque os sentidos não sentem mais
Os olhos apenas conseguem ver...palavras!
Sueli

quinta-feira, 25 de junho de 2009

AFINAL, O QUE VOCÊ QUER?

Se não quiser adoecer
"Tome decisão".

repetindo
tome decisões
A pessoa indecisa permanece na dúvida,
na ansiedade, na angústia.
A indecisão acumula problemas,
preocupações, agressões.
A história humana é feita de decisões.
Para decidir é preciso saber renunciar,
saber perder vantagem e valores
para ganhar outros.
As pessoas indecisas são vítimas de doenças
nervosas, gástricas e problemas de pele.

Se não quiser adoecer
"Busque soluções".
repetindo
busque soluções
Pessoas negativas não enxergam soluções
e aumentam os problemas.
Preferem a lamentação, a murmuração,
o pessimismo.
Melhor é acender o fósforo que lamentar
a escuridão.
Pequena é abelha,
mas produz o que de mais doce existe.
Somos o que pensamos.
O pensamento negativo gera energia
negativa que se transforma em doença.

Se não quiser adoecer
"Não viva de aparências".
repetindo
não viva de aparências
Quem esconde a realidade finge,
faz pose,
quer sempre dar a impressão que está bem,
quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc.,
está acumulando toneladas de peso...
uma estátua de bronze,
mas com pés de barro.
Nada pior para a saúde que viver
de aparências e fachadas.
São pessoas com muito verniz e pouca raiz.
Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

Se não quiser adoecer
"Aceite-se".
repetindo
aceite-se
A rejeição de si próprio, a ausência de
auto-estima,
faz com que sejamos algozes
de nós mesmos.
Ser eu mesmo
é o núcleo de uma vida saudável.
Os que não se aceitam são
invejosos, ciumentos.
Imitadores, competitivos, destruidores.
Aceitar-se,
aceitar ser aceito, aceitar as críticas,
é sabedoria, bom senso e terapia.

Se não quiser adoecer
"Confie".
repetindo
confie
Quem não confia,
não se comunica, não se abre,
não se relaciona,
não cria liames profundos,
não sabe fazer amizades verdadeiras.
Sem confiança,
não há relacionamento.
A confiança é feita de fé em si,
nos outros e em
Deus.

Se não quiser adoecer
"Não viva sempre triste".
repetindo
não viva tristeeeeee
O bom humor, a risada, o lazer, a alegria,
recuperam a saúde
e trazem a vida longa.A pessoa alegre tem o dom de alegrar o
ambiente em que vive.
"O bom humor nos salva das mãos do
doutor"

Alegria é saúde e terapia.

Autor: Dr. Drauzio Varella

segunda-feira, 22 de junho de 2009

O EXERCÍCIO DA PERSISTÊNCIA

Para muitos os minutos passam tão rápido,
O trabalho, a sobrevivência, o ganhar o pão de cada dia,
tudo se faz tão urgente e - de repente - os sonhos, os desejos da alma, ficam esquecidos, guardados num cantinho da vida para, quem sabe, algum dia, receberem a energia necessária e se transformarem em realidade.
Mas o tempo passa, os dias, as semanas, meses, anos até e os sonhos ficam esquecidos para sempre!
Encontro tantas pessoas que já não sabem o que querem. Nâo possuem mais metas a alcançar. Não tem mais objetivos.
Deixam se levar, dia após dia.
Há também os que desistem no meio do caminho: estão a um passo da conclusão, estão quase obtendo aquilo que mais querem e, num impulso irracional, abandonam tudo, mudam a direção de suas vidas atraídos por conquistas mais fáceis.
Estamos acostumados a nos comparar aos outros. Olhamos o sucesso alheio e, movidos pela ilusão, acreditamos que podemos seguir pelo mesmo percurso esquecendo que, aquilo que faz o outro feliz, provavelmente, não nos fará.
Por isso, em primeiro lugar, é preciso saber o que ser quer, aonde nossa alma deseja chegar. Essa é a primeira condição para se alcançar o sucesso.
Depois é preciso ser persistente.
Não desistir quando os obstáculos surgirem.
É preciso o exercício do auto-conhecimento, reconhecendo seus talentos, suas qualidades, seus defeitos também.
Acreditando em si próprio, a persistência acaba acontecendo, naturalmente.

Sueli

quinta-feira, 18 de junho de 2009

ÁGUIA DOURADA

Venho sentindo sua presença de um jeito forte, carinhoso, amigo.
Ainda não consigo entender o que me diz, mas sua energia me torna mais serena e confiante. Deduzo, então, que voltei ao caminho.
Seu jeito de se fazer notar me provoca até mesmo o riso: vivo me deparando com imagens nos filmes, nos e-mails que chegam, nos power-points que abro nessa tela de computador.
Não sabe, meu amigo, que do invisível, sua força vem até mim e se desenha ao meu redor e talvez, se eu tentasse, até poderia tocá-lo?
Tudo isso me faz entrar em sintonia com tempos já vividos.
Volto às grandes planícies, às altas montanhas.
Sinto o vento gelado batendo em meu rosto, sinto o cheiro da lenha, o calor da chama.
Sinto a liberdade.
Não há mais perigo!
Só ficaram memórias. Valores. Sentimentos.
Fica em mim a certeza de ser UMA com a natureza.
Fica em mim o Divino, o Sagrado de todas as coisas que foram e ainda são importantes.
Somos amigos como sempre fomos, embora hoje não consiga te ouvir - ainda!
Entendi o que queres. E estou pronta!
Percebo sua alegria e seu sorriso.
Sei que não estou só!
Nunca estive!
Sueli












PÉROLAS

Pérolas são produto da dor, resultado da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou um grão de areia.
A parte interna da concha de uma ostra é uma substância lustrosa chamada nácar. Quando um grão de areia penetra, as células do nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra.
Como resultado, uma linda pérola é formada.
Uma ostra que não foi ferida, de algum modo, não produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.
Você já se sentiu ferido pelas palavras rudes de um amigo?
Já foi acusado de ter dito coisas que não disse?
Suas idéias e atitudes já foram rejeitadas ou mal interpretadas ?
Então produza uma pérola...
Cubra suas mágoas e as rejeições sofridas com camadas e camadas de amor...

quarta-feira, 17 de junho de 2009

FRIO URBANO

Está na alma, nas ruas cinzas e vazias
Nos olhos já sem brilho e sem esperança
No vento que percorre a avenida triste e solitária
Na ausência dos sons, das conversas e da música
Tudo é um vazio imenso!
Nas paredes do casarão abandonado,
O descaso, o grafite, os velhos cartazes colados
Já é quase noite na cidade abandonada
As horas passam devagar impedindo o início de um novo dia
Que insensatez!
Não se pode parar o Tempo!

Sueli

terça-feira, 16 de junho de 2009

BRANCO E PRETO

Nas teclas do piano elas convivem em harmonia.
O branco e o preto.
Mas porque tem que ser assim?
Sempre sim ou não?
Sempre coisas opostas nos obrigando a uma escolha, uma definição?
Bem, mal, feio, bonito, certo, errado?
De que lado me posiciono, afinal?
Quero expandir em opções!
Quero um arco-íris à minha volta.
Quero poder trilhar os vários caminhos e ter na mente o registro de todas as verdades!
Quero poder entender todos os porques e aceitar as escolhas de cada um.
Olho a natureza ao redor e ela é exuberante, cheia de nuances, cheia de luz, cores, formas.
Uma lição para os olhos que sabem ver.
Não, não quero ficar em cima do muro.
Nem quero que me obriguem a pular.
Quero voar e, lá do alto,
ter o poder de, simplesmente,
entender

Sueli

sexta-feira, 12 de junho de 2009

NAVEGUE !

Navegue, descubra tesouros, mas não os tire do fundo do mar, o lugar deles é lá.
Admire a lua, sonhe com ela, mas não queira trazê-la para a terra.
Curta o sol, se deixe acariciar por ele, mas lembre-se que o seu calor é para todos.
Sonhe com as estrelas, apenas sonhe, elas só podem brilhar no céu.
Não tente deter o vento, ele precisa correr por toda parte, ele tem pressa de chegar sabe-se lá onde.
Não apare a chuva, ela quer cair e molhar muitos rostos, não pode molhar só o seu.
As lágrimas? Não as seque, elas precisam correr na minha, na sua, em todas as faces.

O sorriso! Esse você deve segurar, não deixe-o ir embora, agarre-o!
Quem você ama? Guarde dentro de um porta jóias, tranque, perca a chave!Quem você ama é a maior jóia que você possui, a mais valiosa.
Não importa se a estação do ano muda, se o século vira, se o milênio é outro, se a idade aumenta; conserve a vontade de viver, não se chega à parte alguma sem ela.
Abra todas as janelas que encontrar e as portas também.
Persiga um sonho, mas não deixe ele viver sozinho.
Alimente sua alma com amor, cure suas feridas com carinho.

Descubra-se todos os dias, deixe-se levar pelas vontades, mas não enlouqueça por elas.
Procure, sempre procure o fim de uma história, seja ela qual for.
Dê um sorriso para quem esqueceu como se faz isso.
Acelere seus pensamentos, mas não permita que eles te consumam.
Olhe para o lado, alguém precisa de você.
Abasteça seu coração de fé, não a perca nunca.
Mergulhe de cabeça nos seus desejos e satisfaça-os.
Agonize de dor por um amigo, só saia dessa agonia se conseguir tirá-lo também.
Procure os seus caminhos, mas não magoe ninguém nessa procura.
Arrependa-se, volte atrás, peça perdão!

Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se achá-lo, segure-o!
um texto da internet,
supostamente de autoria de Fernando Pessoa

DIA DOS NAMORADOS

SEMELHANTE ATRAI SEMELHANTE

Somente uma pessoa amorosa, aquela que realmente é amorosa; pode encontrar o parceiro certo.
Essa é minha observação: se você está infeliz você irá encontrar alguém também infeliz. Pessoas infelizes são atraídas pelas pessoas infelizes. E isso é bom, é natural. É bom que as pessoas infelizes não sejam atraídas pelas pessoas felizes; senão elas destruiriam a felicidade delas. Está perfeitamente bem.
Somente pessoas felizes são atraídas pelas pessoas felizes.

O semelhante atrai o semelhante.
Pessoas inteligentes são atraídas pelas pessoas inteligentes; pessoas estúpidas são atraídas pelas pessoas estúpidas.
Você encontra as pessoas do mesmo plano. Então a primeira coisa a lembrar é: um relacionamento está fadado a ser amargo se este surgiu da infelicidade.
Primeiro seja feliz, seja alegre, seja festivo e então você encontrará alguma outra alma festiva e haverá um encontro de duas almas dançantes e uma grande dança irá surgir disso.
Não peça por um relacionamento a partir da solitude, não. Assim você estará indo na direção errada. Então o outro será usado como um meio e o outro lhe usará como um meio. E ninguém quer ser usado como um meio! Cada indivíduo único é um fim em si mesmo. É imoral usar alguém como um meio.Primeiro aprenda como ser só. A meditação é um caminho para ficar sozinho.
Se você puder ser feliz quando você está só, você aprendeu o segredo de ser feliz.

Agora você pode ser feliz acompanhado. Se você é feliz, então você tem alguma coisa para compartilhar, para dar. E quando você dá, você obtém; não é de outra maneira.
Assim surge uma necessidade de amar alguém.
Geralmente a necessidade é de ser amado por alguém.

É a necessidade errada. É uma necessidade infantil; você não está amadurecido. É uma atitude infantil.
Uma criança nasce. Naturalmente, a criança não pode amar a mãe; ela não sabe o que é amar e ela não sabe quem é a mãe e quem é o pai. Ela está totalmente desamparada. Seu ser ainda está para ser integrado; ela ainda não está reunida.
Ela é somente uma possibilidade. A mãe precisa amar, o pai precisa amar, a família precisa banhar a criança de amor. Agora ela aprende uma coisa: que todos têm que amá-la. Ela nunca aprende que ela precisa amar. Agora a criança irá crescer e se ela permanecer presa nessa atitude que todo mundo tem que amá-la, ela irá sofrer por toda
sua vida. Seu corpo cresceu, mas sua mente permaneceu imatura.
Uma pessoa amadurecida é aquela que chega a conhecer a necessidade do outro: que agora tenho que amar alguém.
A necessidade de ser amado é infantil, imatura.

A necessidade de amar é maturidade.
E quando você está preparado para amar alguém, um belo relacionamento irá surgir; de outra maneira não.
"É possível que duas pessoas num relacionamento sejam más uma para com a outra"?
Sim, isso é o que está acontecendo por todo o mundo. Ser bom é muito difícil. Você não é bom nem para si mesmo.
Como você pode ser bom para outra pessoa?
Você nem mesmo ama a si próprio! Como você pode amar outra pessoa? Ame a si mesmo, seja bom para si mesmo.
Os seus assim chamados santos têm lhe ensinado a nunca amar a si mesmo, para nunca ser bom para si mesmo.
Seja duro consigo mesmo! Eles têm lhe ensinado a ser delicado para com os outros e duro para consigo mesmo. Isso é um absurdo.
Eu lhe ensino que a primeira e mais importante coisa é ser amoroso para consigo mesmo. Não seja duro; seja delicado.
Cuide de si mesmo.

Aprenda como se perdoar, cada vez mais e novamente; sete vezes, setenta e sete vezes, setecentos e setenta e sete vezes.
Aprenda como perdoar a si próprio. Não seja duro; não seja antagônico consigo mesmo.
Assim você irá florescer.
Nesse florescimento você atrairá alguma outra flor. Isso é natural. Pedras atraem pedras; flores atraem flores. Assim há um relacionamento que possui graça, que possui beleza, que possui uma bênção nele.
Se você puder achar um relacionamento assim, seu relacionamento crescerá para uma oração; seu amor se tornará um êxtase e através do amor você conhecerá o que é o divino.

OSHO

quarta-feira, 10 de junho de 2009

ORAÇÃO DA TRIBO HOPI

APÓS O NASCIMENTO DO BÚFALO BRANCO...

Meus amigos e companheiros que navegam comigo neste momento no rio da vida,
Saibam que o rio está fluindo cada vez mais rápido
É o momento de mudança para todos.
Não tente se apegar à borda deste rio, por que você precisa se libertar e fluir junto com esse rio.
Saiba que o rio conhece melhor que você, aquilo de que você precisa.
E todos, neste momento, todos, sem exceção, terão Amor, Abundância e tudo aquilo que querem.
Por que este é o "Grande Momento".
Abra os seus olhos e receba, suba e eleve a sua cabeça acima da sua água.
Não mais se mergulhe nos seus problemas.
Celebre a vida todos os dias.Esse é o momento único da história que estávamos esperando.
Se alguém te magoar, não leve isso a sério.
E não leve isso de uma forma pessoal, perceba que a pessoa também passa pelo seu processo de reverter as mágoas passadas.
Aprendam a estar sempre relevando, e elevando o seu "EU" espiritual.
Juntos somos "UNOS".
A época de estar sozinho já foi.
É época de todos nos unirmos.
A energia da luta não mais vai ser utilizada no nosso vocabulário.
Por que agora está vindo "A GRANDE REVELAÇÃO" ao Mundo.
Que todos os países se unam de forma "Sagrada" para celebrarmos a vida.
E na UNIDADE reverenciamos O PODER DE DEUS.

Fonte: site caminhosdeluz.org