sábado, 6 de junho de 2009

LIMITES

............ .... ...... .. . ..... .... .. Amélia Earhart
................... ....A primeira mulher a voar sozinha sobre o Oceano Atlântico

Algo de muito bom acontece dentro de nós quando percebemos que fomos além dos nossos limites.
Num mundo que prioriza a rapidez na comunicação e onde aquilo que chega aos nossos olhos causa maior impacto, acabamos por valorizar as vitórias alheias e poucos conseguem se conectar com seu próprio interior e perceber que ao longo dos dias essas transformações imperceptíveis são, na verdade, nossas grandes conquistas.
Nos emociona saber da quebra de recordes nos esportes, das novas conquistas espaciais, de descobertas no campo da ciência, da arqueologia.
Nosso olhar se acostumou a observar aquilo que é imediato, visível aos olhos da carne e quantos, homens e mulheres, acabam se sentindo frustrados e impotentes ao perceberem que o tempo para eles já passou, que os jovens é que são os autores e os protagonistas dos eventos socialmente importantes.
A coragem daquela simpática velhinha que aos 82 anos resolveu pular de páraquedas, mais do que uma exceção, é uma verdadeira aberração para muitos.
Quando é que vamos mudar esse tipo de pensamento e crença?
Será que atitudes isoladas conseguirão fazer transformações e mudar uma consciência coletiva cheia de preconceitos?
Eu acredito que temos que - a partir de agora - olhar para dentro de nós.
Descobrir quem realmente somos. Isso é muito mais que conquistar a auto estima. Isso é perceber os nossos limites e tentar ir além.
Conhecer a si mesmo para poder interagir, colaborar.
Um mundo melhor será feito pela somatória de todos os indivíduos que se empenharam nessa descoberta.
Pessoas que identificamos pelo que são e não pelo que têm.
Pessoas como eu......e você!
Sueli

Um comentário:

  1. Está aí uma grande lição de vida, um alerta para que muitas pessoas procurem descobrir melhor o seu "EU".

    Agradeço pelas visitas e os comentários.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderExcluir