segunda-feira, 4 de maio de 2009

VIVENDO PERIGOSAMENTE


São demais os perigos desta vida
Pra quem tem paixão principalmente
Quando uma lua chega de repente
E se deixa no céu, como esquecida

E se ao luar que atua desvairado
Vem se unir uma música qualquer
Aí então é preciso ter cuidado
Porque deve andar perto uma mulher
.
Deve andar perto uma mulher que é feita
De música, luar e sentimento
E que a vida não quer de tão perfeita
Uma mulher que é como a própria lua:

Tão linda que só espalha sofrimento
Tão cheia de pudor que vive nua

minha homenagem a Vinícius de Moraes,
autor dessa coisa tão linda!

Um comentário:

  1. Olá Sueli! Olha, fiquei surpreso ao saber dos blogs distintos, mas, que fazer? Pra frente é que se anda. Tomei a liberdade de te fazer essa visita e, com certeza voltarei outras vezes.

    Adorei, o Vinícius somente criou maravilhas. Parabéns pela escolha.

    Só faltou o mesmo dizer que a lua estava cheia, porque andou de quarto em quarto.

    Beijos. Ah! Espero tua visita.

    Furtado.

    ResponderExcluir