terça-feira, 30 de junho de 2009

ENTRE TIGRES E MORANGOS

Certa vez, disse o Buddha uma parábola:
Um homem viajando em um campo encontrou um tigre.

Ele correu, o tigre em seu encalço.
Aproximando-se de um precipício, tomou as raízes expostas de uma vinha selvagem em suas mãos e pendurou-se precipitadamente abaixo, na beira do abismo.
O tigre o farejava acima.
Tremendo, o homem olhou para baixo e viu, no fundo do precipício, outro tigre a esperá-lo. Apenas a vinha o sustinha.
Mas ao olhar para a planta, viu dois ratos, um negro e outro branco, roendo aos poucos sua raiz. Neste momento seus olhos perceberam um belo morango vicejando perto.

Segurando a vinha com uma mão, ele pegou o morango com a outra e o comeu.
"Que delícia!", ele disse.


... prá pensar!

3 comentários:

  1. Se correr, o bicho pega. Se ficar, o bicho come. E agora? Entregar-se a DEUS, e aproveitar os últimos momentos de vida, saboreando um delicioso morango, pois é bem melhor, que morrer por antecipação.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  2. Olá Sueli, obrigada pela visita.

    Muito rica essa parábola. Ás vezes nos focamos tanto nos problemas, que achamos que não há saída para determinadas situações. Mas Deus sempre deixa uma porta aberta para seus filhos.

    Tenha uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Poxa adorei seu blog só pelo título.
    Gostaria que visitasse meu blog e ficaria mto feliz!
    As fotos do blog estão lindas!

    Forte abraço.

    Camila M.

    ResponderExcluir