quarta-feira, 8 de julho de 2009

MENSAGEM PARA UM ANJO

Porque ainda sinto sua presença?
Nossos caminhos foram rasgados pelas pedras da incompreensão
Toda a fragilidade sucumbiu ao peso de uma leve brisa
Construímos diferentes sonhos em diferentes noites.
Formamos na mente e no coração aquilo que queríamos encontrar.
Não, você não se lembrou de mim, nem eu de você.
Aquele que me inspirava, que dava forma aos meus poemas e delírios não era um anjo, não era outro a não ser aquele que ainda encontrarei.
Foi um erro meu, eu sei.
Engano maior foi pensar que suas palavras se dirigiam a mim.
Foram para muitos e muitas.
Vindas de outras dimensões, descreviam nossos sentimentos já vividos,
Mas aquilo que seria só nosso foi lançado para o ar, para quem quisesse beber da água da paixão.
Se transformou em literatura inútil.
Talvez ainda esteja comigo, em segredo, observando meus atos, sentindo à distância minha alma e energia.
Mas te liberto e me protejo dessa invasão indesejada.
Não encontro mais sentido em suas palavras. Tudo ficou escuro, triste, cinzento.
Tento alcançar novamente a inspiração que a tristeza e a mágoa me fizeram abandonar.
A partir de agora, escrevo para aquele que você não quis ser.
O alvo de meus pensamentos e da minha emoção nunca foi um anjo.
Nem mesmo um anjo caído entre os homens.

Sueli

Nenhum comentário:

Postar um comentário