quarta-feira, 12 de agosto de 2009

CARPE DIEM

Os fatos se sucedem e vão perdendo a nitidez no pensamento e no coração.
No relógio, podemos colocar os ponteiros onde bem quisermos mas o tempo - que dizem só mesmo existir para nós, humanos - esse não para, toma seu lugar à frente, de segundo a segundo.
Por isso, lá se vão séculos e séculos!
Há uma cena em "E O Vento Levou" onde moças,
despidas de seus vestidos de festa,
dormem despreocupadas, num grande quarto, em Twelve Oaks e, intencionalmente, a câmera focaliza uma placa onde se lê algo, mais ou menos assim:
"Aproveite o tempo: é ele a matéria da vida"
Ainda vou rever o filme e registrar a frase correta.
Deveríamos ter aprendido com Scarllet O'Hara!
Ela não estava dormindo. Nem dormiu.
Com seu vestido mais bonito, retocou "a maquiagem" e foi viver a Vida.
Deveríamos ser os heróis e as heroinas do nosso próprio tempo.
Com lucidez, com entusiasmo, com alegria.
Se entreguem por inteiro a cada minuto vivido.
Não podemos mais permitir que o Tempo nos domine e nos conduza.
Ele só nos levará,
Se não soubermos para onde ir!
Sueli

Um comentário:

  1. Oi Sueli! Pois é minha amiga, o tempo perdido não se recupera. Portanto, temos que aproveitar o máximo para não lamentarmos depois, embora que, existem pessoas que exageram, não usam a lucidez, e o resultado é não ter tempo nem para o arrependimento.

    É, hoje o dia está terminando, mas para amanhã desejo que você "CARPE DIEM".

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderExcluir