domingo, 13 de setembro de 2009

MERGULHO

Planejo hoje meus passos com cuidado.
Pretendo não mais me distrair com as luzes ofuscantes.
Ilusões.
Mentiras disfarçadas em verdades.
Caminhei muito.
E a estrada ainda é imensa.
Será que fui sincera todo o tempo?
Com os outros, provavelmente sim.
Olhando dentro da alma, não, não fui.
Cansei das atitudes pensadas.
Minimizadas, escondidas, construídas.
Mergulhei num lago profundo e lá me vi:
Sufocando, agonizando, entrelaçada e
Se debatendo em laços inúteis.
Fui ao socorro de mim mesma.
Liberdade, enfim.
Seus olhos, que são os meus,
Me fitam com gratidão e alegria.
Juntas, subimos à superfície e retomamos caminhos esquecidos.
Não sei em que momento sua imagem escapou de meus olhos,
Mas sinto sua presença como antes nunca senti.
Afinal, somos apenas uma,
Mentiras e Verdades de uma simples mulher.

Sueli

Nenhum comentário:

Postar um comentário